31 de dezembro de 2015

Adeus 2015

O que posso eu dizer sobre o meu ano 2015?

Não grande coisa, para ser muito sincera. Gosto de pensar que este ano serviu essencialmente para recuperar de tudo o que aconteceu no ano anterior. O ano de 2014, não só para mim, mas para toda a minha família, resumiu-se em operações, hospitais, internamentos, urgências ... tudo acontecia ora comigo, ora com o meu irmão do meio. Uma calamidade de ano, se querem que vos diga!

Mas este ano de 2015 foi bastante mais calmo. Não dei a volta ao mundo em 40 dias nem corri a maratona (nem nenhuma outra coisa tipo WOW), mas posso apenas dizer-vos que foi um ano calmo e sereno, daquele tipo de ano que 'passa entre os pingos da chuva', se é que me entendem. Posso-vos dizer que este ano li imensos livros (acho que nunca li tanto na minha vida como este ano); consegui poupar mais dinheiro; fartei-me de passear no verão; voltei a fazer o meu piercing no umbigo; tive um dos melhores aniversários de sempre; conheci pessoas novas que se tornaram muito importantes na minha vida; fui a todas as grandes estreias de cinema; saí muito com as minhas amigas; aprendi o significado das palavras 'perdão' e 'saudade' e vi o meu benfica a ganhar o bicampeonato. Um ano em que aconteceu tanto, mas que ainda assim parece tão pouco

 Por isso espero mesmo, mas mesmo que 2016 me traga tudo aquilo que desejo: saúde, paz, muitas mudanças, aventuras, o 35º campeonato e momentos inesquecíveis para partilhar com vocês daqui a 365 dias. Por isso, 2015 ... já podes ir embora






1 comentário: