18 de fevereiro de 2015

As Cinquenta Sombras de Grey - Opiniões divididas


Foram para lá de muitas as opiniões que ecoaram por essa internet fora sobre o tão falado filme 'As Cinquenta Sombras de Grey": uns gostaram; outros odiaram; houve quem pensasse que o filme seria mais pornográfico que aquilo que realmente foi; houve quem não gostasse do final ... enfim, a
conclusão a que chego, fazendo um apanhado geral de todas as opiniões que vi, é que o filme desagradou mais que agradou.

Bom,eu fui uma por entre as milhares de pessoas que, quando começou a ler o primeiro livro, só acabou no fim do terceiro, de modos que era obrigatório para mim ir dar uma espreitadela atenta no filme e por isso, no dia 14, agarrei o meu maravilhoso namorado pelas orelhas (tadinho, alinha comigo em tudo) e lá fomos nós em busca de uma sala de cinema que não estivesse mais que esgotada. Antes de começar a dizer o que quer que seja, tenho que frisar que nenhuma, mas nenhuma das opiniões, negativas ou positivas, que li antes de ir ver o filme influenciaram a minha própria opinião. Eu simplesmente entrei naquela sala de cinema, demorei a minha meia-hora habitual a procurar o meu lugar, sentei-me, agarrei-me ao balde das pipocas e esperei, ansiosa, para ver. 

Posso começar por dizer que não percebo algumas das criticas ao filme.

Ponto número um: se estavam à espera de um filme pornográfico, decerto existem milhares deles em sites que eu nem sequer imagino que existem. Sinceramente, não estavam à espera que fossem fazer um filme do género caseiro, mas mais elaborado certo? É que, vamos lá ver uma coisa: quando estava a ler o livro foi interessante ler e imaginar todas aquelas cenas mais picantes, mas uma coisa é ler, imaginar para nós mesmos e apreciar a escrita da autora (ela a descrever pormenores é do melhor que há!). Outra, totalmente diferente, é vê-los no grande ecrã, explicitamente, rodeada de não sei quantas pessoas que não conheço de lado nenhum. Não, não sou nenhuma pudica, mas na minha opinião, e no que toca às cenas de sexo explícitas, acho que está na quantidade certa: nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

Ponto número dois: vocês por acaso deram-se ao trabalho de prestar atenção ao segundo livro (caso o tenham lido)? Essa história do "o Christian Grey é bipolar", epa ... primeiro leiam toda a história e percebam-na, depois comentem! Em vez de gastarem dinheiro em discotecas, trapinhos menores para o carnaval e afins, gastem uns 15 ou 16 euros e leiam a continuação da história, seus críticos de cinema natos.

Ponto número três: Quanto à falta de química entre os autores ... concordo e não concordo. Fiquei sem perceber se foi algo 'pensado' (até porque, quem leu os livros, sabe que o Mr. Grey não é dado a lamechisses clichê) ou se realmente houve ali uma falha. Uma coisa é certa: a Dakota faz uma excelente Anastacia Steele, venha quem vier. Já aquele Christian Grey ... não faz o meu género!

Eu gostei do filme da maneira que foi feito, tal como disse, "nem tanto ao mar, nem tanto à terra" no que toca à questão do porno e do sado-maso. Na minha opinião, haveriam outros atores bem melhores para deliciarem as meninas no papel de Mr. Grey (como já disse), mas pronto ... como diz a expressão popular, "come-se!". A banda sonora é qualquer coisa de "Oh Meu Deus" (aquele Earned It dos TheWeeknd ... tão booom) e para quem não percebeu o final .... oh meus amigos, o melhor ainda está para vir (espero eu).

Sejam qual forem as opiniões que ouvem daqui e dali, nada melhor que irem tirar as vossas próprias conclusões. Houve quem odiasse por não haverem pipis e pilinhas à mostra de 3 em 3 minutos, mas isso depende da perspetiva de cada um (ta como disse, o que não faltam é pipis e pilinhas por essa internet fora, porque é que esperam ver esse tipo de conteúdo numa sala de cinema??). As opiniões dividem-se, esta é a minha e está dada. Agora é esperar pelo segundo.






Sem comentários:

Enviar um comentário